Déxium Solução Injetável 10ml

10ml injetável
R$ 8,78
à vista no depósito/transferência com 5% de desconto


Descrição
 

Fórmula:
Cada 10mL contém:
Dexametasona................................20 mg
Veículo q.s.p...................................10 mL

Indicações:
Déxium* Solução Injetável é indicado para bovinos, eqüinos, ovinos, suínos, cães e gatos, na terapêutica de urgência, quando necessitam de uma ação corticosteróide rápida e intensa e nos processos inflamatórios e alérgicos, tais como:
• Choque: endotóxico, anafilático.
• Doenças respiratórias: enfisema paroxístico, crise do enfisema agudo do cavalo, broncopneumonia dispnéica, edema de laringe e edema pulmonar.
• Doença alérgica aguda: urticária, fotossensibilização e dermatites inespecíficas.
• Tratamentos locais como afecções do aparelho locomotor: bursite, sinovite e artrite.
• Acetonemias gravídicas.
• Reanimação cirúrgica: intervenção genito-urinário, intervenção nos órgãos abdominais, redução do prolapso uterino, cirurgias ósseas.
• Acidentes por picada de cobra.

Dosagem:
CÃES 
Terapêutica de urgência: aplicar de 0,25 a 1,0 mg de Dexametasona (0,13 a 0,50mL de Déxium Solução Injetável) por via endovenosa. A dose pode ser repetida caso necessário.
Terapêutica de manutenção: aplicar 0,25 a 0,5 mg de Dexametasona (0,13 a 0,25mL) por via intramuscular ou subcutânea, uma vez ao dia.
GATOS
Terapêutica de urgência: aplicar 0,125 a 0,5 mg de Dexametasona (0,06 a 0,25mL de Déxium Solução Injetável) por via endovenosa. A dose pode ser repetida caso necessário.
Terapêutica de manutenção: aplicar 0,125 a 0,5 mg de Dexametasona (0,06 a 0,25mL de Déxium Solução Injetável) por via intramuscular ou subcutânea, uma vez ao dia.

BOVINOS
Aplicar 5,0 mg à 20 mg de dexametasona (2,50 mL a 10,0 mL de Déxium Solução Injetável) por via intramuscular ou endovenosa de acordo com a severidade do caso. Deve-se repetir a dose quando necessário.

EQÜINOS
Aplicar 2,5 mg à 5,0 mg de dexametasona (1,25 mL a 2,5 mL de Déxium Solução Injetável) por via intramuscular ou endovenosa.
OVINOS E SUÍNOS 
Aplicar 0,5 a 1,0 mg de dexametasona por 10kg de peso corporal (0,25 a 0,50mL de Déxium Solução Injetável) por 10kg de peso corporal, por via intramuscular ou endovenosa.
Equivalência: mg de dexametasona por mL de Déxium* Solução

Déxium Solução Dexametasona
njetável (mL) (mg)
0,1 0,2
0,25 0,5
0,50 0,1
0,75 1,5
1,00 2,0
1,25 2,5
2,50 5,0
5,00 10,0
10,00 20,0

Administração:
Via subcutânea, intramuscular ou endovenosa.

Precauções:
• Como qualquer outro corticosteróide, a terapêutica deve ser es-tabelecida levando-se em conta a severidade da afecção, a duração do tratamento e o limite de tolerância do paciente para o esteróide.
• Deve-se empregar a menor dose efetiva possível.
• Sempre que se precisar usar altas doses, o animal deve ficar sob observação para se identificar o aparecimento de efeitos colaterais se por acaso ocorrerem.
• Outros corticosteróides poderão ser substituídos pelo Déxium* Solução Injetável, respeitando-se a adequada redução e ajuste da dose.
• Déxium* Solução Injetável deve estar aproximadamente à temperatura corporal do animal.
• Devem-se respeitar as recomendações gerais para o uso de produtos por via parenteral como as de assepsia, desinfecção e velocidade de administração na via endovenosa.
• Déxium* Solução Injetável pode ser usado nas infecções bacterianas agudas ou crônicas sempre que simultaneamente se use um fármaco antimicrobiano adequado.
• Aplicar com cuidado em animais com insuficiência cardíaca, diabete e osteoporose.

PERÍODOS DE CARÊNCIA:
Carne: Não abater animais tratados para o consumo humano, antes de decorridos 4 dias da última aplicação do produto.

EFEITOS COLATERAIS:
Alterações do comportamento, convulsões, úlcera péptica, pancreatite, glaucoma, catarata, diabetes, síndrome de Cushing, hipertensão, fragilidade capilar, perda de massa muscular, osteoporose, fraturas espontâneas, dificuldade de cicatrização e edema. Alterações laboratoriais: aumento do número de leucócitos, redução de linfócitos, eosinófilos e basófilos, aumento do número de neutrófilos, plaquetas e hemáceas e redução do nível de potássio e cálcio.
Os corticosteróides podem provocar o aparecimento de sinais de parto ou o parto, se aplicado no último trimestre ou trinta dias antes da gestação respectivamente.

CONTRA-INDICAÇÕES:
• Não utilizar em eqüinos destinados ao consumo humano.
• Todas as contra-indicações e precauções que existem para corticosteróides se aplicam ao Déxium* Solução Injetável.
• Os efeitos adversos como retenção de sódio e líquidos, perda de potássio, ganho de peso, depressão da função da córtex adrenal, principalmente quando se administra a dexametasona com altas doses ou por um período de tempo prolongado, devem ser levados em consideração.
• Não aplicar nas infecções por vírus, no estágio virêmico.
• Nos eqüinos quando tratados com doses superiores a 5 mg de dexametasona (2,5 ml de Déxium* Solução Injetável), pode surgir sonolência ou letargia que desaparece após 24 horas.
• Não utilizar em animais com infecção viral, tuberculose, nefrite crônica, Síndrome de Cushing ou úlcera péptica.