Fenilvet Frasco 100 ml

100ml Injetável
R$ 26,87
à vista no depósito/transferência com 5% de desconto


Descrição
 
Composição

Cada 100 mL contém:

Fenilbutazona ....................................................... 20 g

Veículo q.s.p. ................................................... 100 mL

Indicação

Indicado exclusivamente para equinos, no tratamento auxiliar das alterações inflamatórias e processos dolorosos de leve ou moderada intensidade do sistema músculo-esquelético, tais como artrites, ósteo-artrites, artroses, tendinites, teno-sinovites, bursites, laminites e miosites.

Espécies
Equinos.
Modo de usar

Administrar exclusivamente por via intravenosa.

Para equinos: 1,1 a 2,2 mL (equivalente a 2,2 a 4,4 mg de fenilbutazona por kg de peso corporal por dia). 

A dose máxima é de 10 mL para um cavalo adulto e 5 mL para pôneis.

É recomendada a administração de uma dosagem relativamente alta nas primeiras 24-48 horas, diminuindo-se gradativamente até chegar à dose mínima que produza resposta clínica.

É aconselhável não administrar por via intravenosa por mais de 5 dias consecutivos.

Para animais muito jovens ou muito idosos, ajustar as dosagens.

Período de Carência

Não há

Observações

Administrar por via intravenosa de forma lenta e cuidadosa, uma vez que se podem provocar flebites no local da aplicação.

Durante o tratamento, não restringir o consumo de água e administrar um regime alimentar baixo em proteínas, nitrogênio e cloretos (retirar o sal).

Não aplicar o produto em dores viscerais de qualquer etiologia.

Fazer hemograma periódico.

Caso não se obtenha resposta clínica em 48 horas, interromper o tratamento e reconsiderar o diagnóstico.

Não administrar o produto por mais de 5 dias consecutivos.

Não administrar em cavalos durante os últimos 8 dias que antecedem a participação numa competição.

Não administrar o produto em equídeos cuja carne seja destinada ao consumo humano.

Não administrar em animais gestantes ou em lactação. Não administrar a animais com antecedentes de hipersensibilidade ou alergia aos anti-inflamatórios não esteróides. Não administrar o produto em animais com gastrite ou úlcera gástrica ou duodenal, enfermidades renais, hepáticas ou cardíacas, discrasias sangüíneas, distúrbios de coagulação, hemorragias, edemas, hemoglobinúria ou desidratação. Não administrar durante as primeiras semanas de vida.

Eventualmente poderão ocorrer perturbações digestivas (gastrite, cólica, diarréia) depressão, anorexia, discrasias sanguíneas, diminuição da agregação plaquetária (petéquias e hemorragias), flebopatias, retenção hidrosalínica (edema). Aos primeiros sintomas, suspender o tratamento.

Não administrar concomitantemente a analgésicos corticóides, barbitúricos, sulfonamídicos, anticoagulantes, anticonvulsivantes do tipo hidantoína ou hipoglicemiantes.

A intoxicação pode ocorrer tanto por sobredosagem acidental, como por efeito aditivo ou sinergista ao se administrar o produto com outros fármacos (especialmente com outros AINEs). Em casos de sobredosificação, as manifestações tóxicas mais freqüentes são sede, depressão, anorexia, perda de peso, alterações gastrointestinais (irritação do trato digestivo, cólicas, úlceras, diarréia e melena), discrasias sanguíneas, hemorragias, hipoproteinemia com edema ventral e a conseqüente hemoconcentração, choque hipovolêmico e colapso circulatório, falência renal, manifestações alérgicas. Nesses casos, interromper a administração do produto e instaurar tratamento sintomático, dieta rica em proteínas e perfusão intravenosa lenta de solução de bicarbonato de sódio que alcaliniza a urina e aumenta a eliminação do princípio ativo. Os pôneis são mais susceptíveis a intoxicações.

Conservar em local seco e fresco, ao abrigo da luz solar. Venda sob prescrição e aplicação sob orientação do Médico Veterinário.