Diuzon Triclormetiazida Dexametasona 10ml

VENCIMENTO JULHO/18
R$ 14,21
à vista no depósito/transferência com 5% de desconto


Descrição
 

Fórmula:
Cada 100 mL contém:
Triclormetiazida...........................1,0 g
Dexametasona (acetato)...........0,05 g
Veículo..........q.s.p...............100,0 mL

Indicações:
Diuzon* Solução Injetável é a combinação de uma marcada ação diurética da Triclormetiazida, com uma potente ação antiinflamatória da dexametasona.
A combinação da Triclormetiazida com a dexametasona reduz o edema fisiológico do parto, da glândula mamária das vacas leiteiras, porcas, cabras e ovelhas. 

Dosagem:
Bovinos, Caprinos, Ovinos e Suínos: Aplicar de 10 a 20 mL, por via intramuscular, de acordo com a severidade do caso, podendo a dose ser repetida, conforme orientação do Médico Veterinário.
Normalmente a resposta ao tratamento é obtida de 24 a 48 horas após o início do mesmo. Caso a resposta não seja favorável em 3 dias, submeter o animal a uma nova avaliação clínica.
As alterações na posologia e modo de usar poderão ser efetuadas conforme orientação do Médico Veterinário.

Administração:
Triclormetiazida + Dexametasona, Diurético e Antiinflamatório para Bovinos, Suínos, Caprinos e Ovinos.

Precauções:
RECOMENDAÇÕES: 
• É recomendável que o Médico Veterinário associe uma terapia antibacteriana, caso ocorra ou seja preexistente uma infecção bacteriana associada ao edema.
• Deve-se respeitar as recomendações gerais para o uso de produtos por via intramuscular como as de assepsia do material e desinfecção local.

PERÍODO DE CARÊNCIA:
Leite: Não utilizar o leite de animais tratados para o consumo humano, antes de decorridas 72 horas da última aplicação do produto.

CONTRA INDICAÇÕES E EFEITOS COLATERAIS: 
• O uso inadequado e dosagens altas de triclormetiazida por um período longo de tempo pode produzir depleção eletrolítica.
• Não aplicar em animais com séria disfunção renal.
• Não aplicar nas infecções por vírus, no estágio virêmico.
• Não aplicar em cabras e ovelhas prenhes.
• Não usar no último trimestre da gestação. Os corticosteróides podem provocar o aparecimento de sinais de parto se aplicados no último trimestre da gestação ou anteciparem o parto se aplicados durante os últimos 30 dias da gestação.